简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Mangue Seco parece paisagem de novela. E é

Mangue Seco parece paisagem de novela. E é

Publicado em: 06/03/2019
Por: Adilberto de Souza/Destaque Notícias


A vila de Mangue Seco é um lugarejo isolado numa península sem acesso por estrada, situado no município de Jandaíra, na Bahia, quase Sergipe. Ali só se chega de barco, de bugre ou jipe 4×4. O melhor é ir de barco, a partir de Porto do Mato, em Sergipe, de onde partem as lanchas que navegam pelo rio Real até chegar em Mangue Seco. Só esse trajeto, de cerca de 20 minutos, já valeria a pena, de tão bonito.

De um lado, o Rio Real. Do outro, o mar. No meio, dunas onde se formam pequenas lagoas na época das chuvas, e um povoado simples e simpático, onde se anda descalço, com pouca roupa, se passeia de barco e de bugre, e se come aratu, siri azul do mangue e caranguejo. Come-se peixes também, mas todos vêm de Aracaju.

A sensação do lugar, porém, é o aratu, um crustáceo semelhante ao caranguejo, só que pequenino e vermelhinho, encontrado em alguns mangues do litoral nordestino, principalmente na Bahia. Da sua carne se faz a famosa moqueca de aratu, mas para se conseguir um quilo de carne catada são necessários cerca de 100 aratus. A moqueca é feita com a carne catada do aratu, azeite-de-dendê, leite de coco, tomate, cebola e urucum.

A pesca do aratu é um ritual. Famílias inteiras, principalmente as da comunidade de Coqueiros, vão para os mangues, munidos de varas de pescar. Na ponta da linha é amarrado um pedaço de caju, fruta da predileção do aratu. Quando não tem caju, amarra-se um minúsculo siri vivo, que também atrai os aratus. Os pescadores dão o nome de mufada à isca feita com os sirizinhos. Mas eles garantem que o que atrai mesmo o aratu são os frequentes assovios dos “pescadores”. Não se sabe se o aratu ouve realmente o assovio, mas o fato é que o bicho pega a isca com as garras, é suspenso e jogado em um balde. A “pescaria” leva horas.

Pescaria de aratu

Se você quiser ver de perto a “pescaria”, prepare-se para uma aventura dentro de uma canoa, num dos mangues locais. A contratação do passeio pode ser feita na Pousada Asa Branca, um dos lugares onde se pode saborear o aratu. Come-se também a moqueca nos restaurantes Frutos do Mar e Suruby, ambos, como a Asa Branca, à beira do Rio Real. Isso sem contar a deliciosa alternativa que é a moquequinha de aratu, encontrada nas barracas da praia de Mangue Seco, envolvidas em folhas de palmeira. A mais famosa é a da dona Railda, moradora da Vila dos Coqueiros. Depois, descanse apreciando o mar, em uma das redes espalhadas pelos quiosques da praia.

O povoado passou a ser conhecido nacionalmente a partir da novela Tieta, da TV Globo, e é onde acontece boa parte da trama. Mangue Seco é um lugar tranquilo, poético, pura natureza, lindo. As praias, tanto as de rio quanto as do mar, são limpas, convidativas ao banho. Junte-se à paisagem, dunas e manguezais.

Compartilhar: