简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > O que é que a Bahia tem? São tantas coisas. Vale conferir

O que é que a Bahia tem? São tantas coisas. Vale conferir

Publicado em: 05/03/2019


Você já foi à Bahia, nega?/ Não?
Então vá!
Quem vai ao Bonfim, minha nega
Nunca mais quer voltar

Muita sorte teve/Muita sorte tem
Muita sorte terá

Você já foi à bahia, nega?
Não? Então vá!

Dorival Caymmi (1944)

Difícil resistir, ainda mais quando se descortina um cenário multidiverso, de litoral, o maior do Brasil, berço da nossa história, de florestas da Mata Atlântica e de Cerrados, caatinga e semiárido, um clima de montanha na Chapada Diamantina e um vale agreste e desbravador no Rio São Francisco. E isso sem falar nas delícias, encantos e magias do Recôncavo baiano, com suas 35 ilhas na Baía de Todos os Santos, e de Salvador.

No meio de todo esse cenário Caymmi também questiona o seu baiano e o jeito de ser baiano. Que é que a baiana tem?/ Tem torço de seda, tem! Tem brincos de ouro, tem!/Tem graça como ninguém – (Dorival Caymmi/Carmen Miranda, 1939). Mar, sol, coqueiros, cidades históricas, ecoturismo e pratos de dar água na boca, tudo isso à disposição de quem pretende curtir umas férias diferentes e num mesmo estado, e com uma boa infraestrutura de turismo e serviços.

Litoral – É um estado em que a geografia não é uniforme e o seu litoral, com 1.100 quilômetros de extensão, apresenta também uma diversidade que atende aos mais diferentes gostos. E por isso mesmo são grandes as diferenças culturais e geográficas de quem visita o litoral ou resolve adentrar pelo interior. No litoral são as planícies cobertas por coqueirais e trechos da Mata Atlântica, entremeadas de falésias e foz de rios e grandes áreas de manguezais. Baias e enseadas e mar aberto, ilhas e arrecifes.

São quatro três faixas distintas, o Litoral Sul, a partir de Ilhéus, passando pelo berço do descobrimento do Brasil, em Porto Seguro, até as falésias de Prado e Mucuri. O Baixo Sul, onde se encontram alguns dos principais paraísos turísticos do Estado, como Morro de São Paulo, Boipeba e Morerê, e a segunda maior Baía do Brasil, a de Camamu. A Baía de Todos os santos, onde se situa Salvador, e o Litoral norte, com luxuosos resorts e imensas praias orladas por rios e coqueirais.

O Semi-árido – De clima semi-árido, predisposto a secas, é uma região de grandes planaltos entrecortado por rios e picos elevados, como o Pico dos Barbados ( 2.033m). Área de pecuária e fruticultura irrigada, como o Vale do São Francisco, que produz frutas para exportação e, até mesmo, uvas para a produção de vinhos.

Clima de Montanha – Uma parte do Semiárido, a Chapada Diamantina é a Europa dentro da Bahia. Tem temperaturas que chegam abaixo dos 10ºC e produz morango, uvas e maçãs. Mas também tem vales profundos e formações rochosas de grotas e canyons. Os morros do Pai Inácio e do Camelo, no Vale do Pati, no coração da Chapada, são referências.

O Recôncavo e a Baía – Trinta e cinco ilha sna maior Baía do Brasil e a segunda do mundo, com, profundidade de até 40 metros e águas cuja visibilidade chegam aos 20 10 metros de profundidade. E nela que se desenvolveu a história do estado, com fazendas de cana de açúcar e formações quilombolas de antigos escravos africanos. Cachoeira, São Francisco do Conde e Maragogipe são cidades históricas e com um vasto acervo arquitetônico tombado.

Melhor época – O ano todo. Isso depende da região. No norte baiano a época seca vai de agosto a maio. No sul depende mais da sorte. Pode chover em qualquer mês do ano.

Por isso esteja preparado para tudo e descubra porque Caymmi, há mais de 70 anos nos perguntava:

Você já foi à Bahia/ Não?
Então vá!

Compartilhar: