简体中文EnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol

Destinos Incríveis

Parque São Bartolomeu, um santuário para os baianos

Postado em: 05/03/2019
Por: Adilson Fonsêca

A Bahia, e em Salvador particularmente, mostra que para se divertir, tomar um banho de cultura e fazer turismo, não existem barreiras culturais, ideológicas econômicas e sociais. Na terra do Axé, que é também do Senhor do Bonfim, de Oxalá, dos Evangélicos e dos Espíritas, as manifestações religiosas são antes de tudo ecléticas.
E isso fica evidente para quem visita o Parque de São Bartolomeu, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, entre os bairros de Pirajá e São João do Cabrito. Entre árvores seculares da Mata Atlântica, o espaço, totalmente repaginado pelo Governo do Estado, ganhou estrutura para se inserir no roteiro do turismo ecológico e religioso.
Considerado um santuário das religiões de matrizes africanas, nem por isso deixa de receber pessoas de todos os credos e culturas. Afinal ali, além da luta dos negros escravos e dos índios, na época do Brasil Colônia, também se travaram as memoráveis batalhas pela Independência da Bahia, em 1823. O o local tem grande importância ambiental, histórica e religiosa.


O Parque São Bartolomeu envolve uma área de 450 hectares de preservação ambiental da Bacia do Rio do Cobre , que inclui uma represa e cascatas. Em tempos antigos, a região era habitada pelos índios tupinambás. No século 17, foi palco das lutas contra a invasão holandesa e em seguida passou a ser um abrigo para quilombolas
Abriga centenas de espécies vegetais e animais, além de ter grande importância para a regulação climática da Cidade. A vegetação inclui floresta ombrófila densa, pântanos e manguezais. Em 1995, a Unesco reconheceu o Parque de São Bartolomeu como uma importante reserva de biosfera da mata atlântica. Suas três cachoeiras, Oxumaré, Oxum e Nanã são consideradas sagradas pelas religiões de matrizes africanas.

Como chegar – Pela BR-324 até o bairro de Pirajá e de lá pela Estrada Pirajá/Plataforma. Ou pela Avenida Suburbana, arte o bairro de São João do Cabrito. As visitas de grupos podem ser agendas pela administração do parque – (71) 3401-0245.

Compartilhar:

Outras
Notícias