简体中文EnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol

Destinos Incríveis

Ponta do Humaitá, história e um belo por do sol

Postado em: 16/05/2018
Por: Adilson Fonsêca

Quer curtir um belíssimo por do sol e ao mesmo tempo realizar um piquenique, passear por um sítio histórico e ainda se encantar com as águas mansas da Baía de Todos os Santos?. A Península do Mont Serrrat, onde se localiza a Ponta do Humaitá, na Cidade Baixa, oferece tudo isso e um pouco mais.

Numa elevação que se debruça sobre o mar, a Baía de Todos os Santos se descortina de forma esplêndida na Ponta do Humaitá, um dos lugares mais charmosos de Salvador, onde a história da fundação da cidade pode ser vista através da velha igreja do Século XVI e do forte militar, construído pelos portugueses como uma das fortalezas para guardar a cidade das invasões estrangeiras pelo maré.

Sobre rochedos da pequena península sobre a Baía ali estão parte da história da Bahia, onde foram construídos no final do século XVI a Igreja e o Mosteiro de Nossa Senhora do Monte Serrat, e quase que em anexo o forte militar, a Fortaleza de Monte Serrat. O local foi considerado estratégico para a observação da Baía e defesa da cidade de Salvador.

Além da igreja e do mosteiro, a Ponta de Humaitá abriga um charmoso farol e um pier, e por isso mesmo é um dos locais mais visitados por quem gosta de apreciar o por do sol na Baía de Todos os Santos. O primitivo santuário de Nossa Senhora do Monte Serrat foi fundado por volta de 1580. Já o forte, foi construído nos limites da cidade, como o último baluarte de defesa, entre 1683 1706.

Tombado – Todo o sítio histórico, que compreende o Forte de Monte Serrat e a Igreja de Nossa Senhora do Mont Serrat, foi tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional desde 1957. Administrado pela 6ª Região Militar, o forte abriga e expõe ao público diversas armas de fogo, inclusive canhões, muitos deles armas da Segunda Guerra Mundial.

Para receber os turistas, a sua guarnição apresenta-se trajada com o uniforme histórico do 1º Regimento de Infantaria da Bahia, dentro do projeto de revitalização das Fortalezas.

Como chegar – De qualquer parte da cidade existem linhas de ônibus regulares para a Ribeira, passando pelo Largo da Boa Viagem, local de onde sai a tradicional procissão de Nosso Senhor Bom Jesus dos Navegantes, em 1º de Janeiro, Ano Novo. Dali são aproximadamente 500 metros de caminhada até o forte, na parte alta, e mais 100 metros até a Igreja e farol da Ponta do Humaitá.

Compartilhar:

Outras
Notícias