简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Praia do Forte, uma sofisticada vila que atrai o mundo

Praia do Forte, uma sofisticada vila que atrai o mundo

Publicado em: 03/03/2019
Por: Paulo Sampaio


Sabe a rua das Pedras em Búzios? Imagine um lugar ainda mais bonito, onde a natureza se incumbiu de desenhar cada detalhe e o homem só complementou. Conhecer Praia do Forte, elegê-la como destino por pelo menos três ou quatro dias numa visita à Salvador – eu reservaria uma semana – é mais que uma obrigação.

O lugar parece mágico. A atmosfera é de vida, alegria, energia. Corpos dourados desfilam tranquilamente pelas ruas e alamedas dispensando adereços a adorná-los. A beleza está no lugar e no ir e vir das pessoas. Jovens, famílias, idosos, há espaço para tudo e para todos. Aqui o tempo passa e você nem sente.

Carro é um adereço que fica guardadinho num dos poucos estacionamentos na Vila ou na entrada do vilarejo. Em Praia do Forte o que vale é caminhar, bater perna. Parar de bar em bar e experimentar uma roska, tomar uma cerveja ou um desses drinques que parecem feitos para você não parar no primeiro, no segundo, no terceiro.

Isso sem falar na gastronomia. No bolinho de peixe do Souza, logo na entrada da Vila, que você tem de provar para poder dizer adiante: eu estive em Praia do Forte. E daí em diante a escolha fica por conta do seu gosto, da simpatia com o restaurante e, naturalmente, do seu bolso.

Para quem vai com um orçamento mais apertado, vai uma dica: as pousadas nas ruas laterais costumam tem uma diária bem mais em conta, o mesmo acontecendo com os restaurantes, estilo popular. Podem não ter luxo nem sofisticação, mas a cozinha normalmente é de primeira. Nativas da região se incumbem de fazer uma moqueca de dar água na boca.

A atmosfera conspira a favor. As vitrines das lojinhas, algumas de griffe nacional e internacional, expõem o que dita a moda e acabam sendo pretexto para as mulheres desfilarem ainda mais elegantes, como se isso fosse preciso por lá.

Situada no município de Mata de São João, e a pouco mais de 70 quilômetros de Salvador, a vila de Praia do Forte é um misto de simplicidade e sofisticação. Na rua central, dezenas de pequenas lojas e fartos bares e restaurantes compõem um cenário quase de presépio, rodeado por pousadas para todos os gostos. Enquanto isso, na vizinhança, está um dos mais charmosos e luxuosos resorts da Bahia.

A estrada de acesso (BA-099, ou Estrada do Coco), partindo de Salvador, apresenta excelentes condições de tráfego, além de uma exuberante paisagem, inclusive porque margeia o Litoral Norte, dando acesso também a localidades de alto padrão de moradias e hotelaria, como Jauá, Arembepe, Guarajuba e outras.

Também há muita história em Praia do Forte, como as ruínas Castelo Garcia D’Ávila, uma das primeiras fortificações portuguesas construídas no Brasil, datando de 1551. Em 1970, o descendente de alemães Klaus Peters, junto com um amigo, arrematou 30 mil hectares de mata, coqueiros, rios e praias.

A área incluía também uma vila de pescadores (depois doada à municipalidade) e o Castelo. Ao longo dos anos, Klaus criou hotel, pousadas, bares e restaurantes e, em 2013, a prefeitura de Mata de São João inaugurou o Parque Municipal Klaus Peters, em homenagem ao empresário.

É, hoje, um dos mais com corridos destinos turísticos da Bahia, inclusive por localizar-se ali o Projeto Tamar, que cuida das tartarugas marinhas. Gente de todo o mundo visita e muitos vivem lá.

Compartilhar: