简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Antes ou depois do carnaval vale a pena curtir a Costa do Dendê

Antes ou depois do carnaval vale a pena curtir a Costa do Dendê

Publicado em: 09/02/2020
Por: Adilson Fonseca


O Carnaval de Salvador começa oficialmente numa quinta-feira, com a entrega das chaves da cidade ao Rei Momo, e só termina na manhã da quarta-feira seguinte. Nesse período, dá para curtir, antes ou depois das folia, tranquilamente, reservando alguns dias, a famosa Costa do Dendê, uma faixa do litoral Sul da Bahia que vai de Valença até Itararé. A região pode ser alcançada facilmente, em percurso que varia de 115 quilômetros (quem fizer a travessia de ferry boat pela Baía de Todos os Santos) e de 155 quilômetros, quem for pela BR-101 até Valença.

Situada entre a foz do Rio Jaguaripe e a Baía de Camamu, a Costa do Dendê é um verdadeiro paraíso formado por praias, rios, cachoeiras, enseadas, manguezais, costões rochosos e restingas, e uma exuberante Mata Atlântica. Há espaços para tudo, desde o turismo de lazer, ao ecoturismo e esportes radicais e passeios marítimos entre as ilhas da Península de Maraú.
Lugares badaladíssimos, como Morro de São Paulo, e recantos paradisíacos ainda quase inexplorados, como Moreré e Boipeba, e praias que são o paraíso dos surfistas, em Itacaré.  Na Baía de Camamu, além das famosas Barra Grande, com Taipu de Dentro e Taipu de Fora, tem pequenas ilhas, como  Âmbar, habitadas por pequenas famílias de pescadores, onde é possível saborear pratos caseiros à base de frutos do mar.
Seus 115 quilômetros de litoral abrangem as localidades de Valença, Morro de São Paulo, Boipeba, Igrapiúna, Cairu, Camamu, Taperoá, Nilo Peçanha, Ituberá e Maraú. A maior parte das praias é intocada, de águas claras e quentes, com formações variadas de recifes de coral e orlada por vastos coqueirais, consideradas entre as melhores do país nos principais guias do gênero. O arquipélago fluvial do Rio Una abriga uma variedade de ilhas paradisíacas – Tinharé, Boipeba, Cairu.


Já a Baía de Camamu, a terceira maior do Brasil e a de maior profundidade, possui 10 pequenas ilhas inexploradas, com vegetação primitiva e coqueirais. Os intermináveis manguezais servem de berçário para robalos, tainhas, caranguejos, siris, camarões, pitus, ostras e lambretas. Uma extensa contracosta de águas plácidas é ideal para navegação, vela, mergulho e pesca.
As cachoeiras são ideais para quem adora fazer trilha e a prática de esportes radicais. Uma Unidade de Conservação, que vai de Itacaré até próximo a Ilhéus, preserva a rica fauna e flora. As abundantes árvores de dendê, tempero que dá o gosto peculiar da culinária baiana, dão o toque final no cenário local. A natureza velada neste paraíso de grande diversidade ecológica divide a paisagem com um rico acervo histórico, herança do Brasil Colônia. Os povoados primitivos preservam características culturais tradicionais.


A Zona turística da Costa do Dendê é uma das zonas turísticas da Bahia estabelecidas devido ao Programa de Desenvolvimento do Turismo (PRODETUR) e compreende os municípios Valença, Igrapiúna, Cairu, Camamu, Taperoá, Nilo Peçanha, Ituberá e Maraú, na região denominada Baixo Sul do Estado.
Na Costa do Dendê, existem áreas de proteção ambiental (APA) Ilhas de Tinharé e Boipeba, a APA Baía de Camamu e a APA de Guaibim.

 

Compartilhar: