简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Bahia comemora mais um carnaval sem mortes

Bahia comemora mais um carnaval sem mortes

Publicado em: 07/03/2019
Por: Lício Ferreira


Foram mais de 3 milhões de foliões na avenida, 800 mil turistas e um Carnaval da Paz em Salvador, o maior dos últimos anos, talvez da história. E além do sucesso de público, os baianos só têm o que comemorar. “Comemoramos mais um Carnaval sem morte”. A informação é do secretário estadual de Segurança Pública (SSP) Mauricio Barbosa ao revelar os números do balanço final da Operação Carnaval 2019.

Durante a apresentação ele realçou os investimentos feitos pelo governo do Estado, que investiu R$46 milhões apenas em Segurança Pública. Investimento considerado, por ele, como muito merecido. “Desde as festas populares já prevíamos que seria um grande Carnaval e nos preparamos muito. Foram 26 mil profissionais trabalhando entre policiais e bombeiros o que proporcionou a sensação de segurança muito alta. Por isso, a população aprovou em 82,7% a atuação da Polícia Militar, a mais alta entre as demais representações”, justificou.

FORÇAS DE SEGURANÇA

Maurício Barbosa disse, ainda, que o trabalho das forças de segurança resultaram em 4.444 mil suspeitos conduzidos e 99 presos em flagrante. “Assim como no Carnaval do ano passado, a folia monesca de 2019, em Salvador, terminou sem registro de crime violento letal intencional, que corresponde a homicídio, latrocínio e lesão dolosa seguida de morte, nos três circuitos oficiais da festa, ou seja Dodô, Osmar e Batatinha”, comentou.

Nos dados do evento, apresentados durante a coletiva, um dos pontos divulgados com destaque foi referente às câmeras de reconhecimento facial, uma novidade tecnológica empregada pela primeira vez nos portais de abordagem. “Cerca de 3 milhões de rostos foram identificados pelos equipamentos e em um dos casos, o homicida Marcos Vinícius de Jesus Neri, foragido da Justiça, foi detectado e preso”, destacou Mauricio Barbosa.

Ele ressaltou o emprego das tecnologias de vanguarda (as câmeras) instaladas em 12 dos 42 portais com detectores de metal. “Em abril, vamos fazer um teste-piloto na próxima Micareta de Feira de Santana, por ser um evento realizado em circuito fechado. Ano que vem, com as experiências já realizadas, instalaremos elas (as câmeras) em todos os portais de Salvador”. O secretario de Segurança Publica reconheceu que houve falhas no sistema ‘que ainda funciona de maneira empírica’, principalmente, por culpa da Internet, que não sustentava a operação do equipamento.

Compartilhar: