简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Investimentos da Bahia em obras e serviços de Saúde salvaram vidas na pandemia

Investimentos da Bahia em obras e serviços de Saúde salvaram vidas na pandemia

Publicado em: 20/08/2020
Por: Adilson Fonseca


Não apenas adotar as medidas sanitárias, mas dotar o Estado da infraestrutura de serviços e obras capazes de frear e evitar um maior número de vítimas, fez da Bahia um estado referência no tratamento contra a ação do do coronavirus (Covid-19). Portanto, se você quer um lugar seguro para passar uns dias de férias, poucos destinos no Brasil são mais indicados que a Bahia e sua bela Salvador nesta pandemia.

Com intervenções precisas na capital e no interior do Estado, adotando procedimentos sanitários, ações como a adoção de barreiras sanitárias, suspensão do transporte público intermunicipal e isolamentos mais rigorosos, com a suspensão de atividades consideradas, não essenciais, o governo da Bahia criou um cinturão de proteção, salvando milhares de vidas no Estado. Entre as iniciativas, foram implantadas estruturas hospitalares que permitiram um pronto atendimento às vítimas da pandemia.

Ao todo, o Governo do Estado investiu mais de R$ 500 milhões em obras, desde construção, ampliação, reformas e modernização de unidades de saúde, desde hospitais de campanha, a policlínicas e unidades de pronto atendimento e básicas de saúde. Foram mais de 200 obras de construção, ampliação, reforma, manutenção e convênios na área da saúde. Desse montante de recursos, a abertura e contratação de novos leitos em unidades de coronavírus (Covid-19), somaram mais de R$ 41 milhões.

Convênios – Os dados da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) apontam a realização de aproximadamente 40 convênios com os municípios, a exemplo da construção de leitos de UTI em Bom Jesus da Lapa, Senhor do Bonfim, Paulo Afonso e Caetité. Na avakiação do secretário de Saúde do Estado da Bahia, Fábioi Villas-Boas, “a saúde sempre foi uma bandeira prioritária do governador Rui Costa, que tem feito um enorme esforço fiscal para ampliar e descentralizar a assistência de média e alta complexidade pelo interior, com a construção de policlínicas, hospitais e leitos de UTI”, afirmou.

Além dos convênios, cerca de 110 obras de diferentes portes e complexidades foram realizadas, com a implantação, reforma e modernização de Unidades Básicas de Saúde (UBS), academias de saúde, Policlínicas e Hospitais. Destaque para os hospitais Metropolitano, em Lauro de Freitas; Geral Clériston Andrade 2, em Feira de Santana; Maternidade Regional, em Camaçari; Afrânio Peixoto, em Vitória da Conquista, bem como as policlínicas em Ribeira do Pombal, Brumado, Eunápolis, Itaberaba, Serrinha e Salvador. “São mais de 300 novos leitos ao somarmos apenas os hospitais erguidos em Lauro de Freitas e Feira de Santana, que serão entregues em até 45 dias”, ressaltou Vilas-Boas e para as dezenas de ambulâncias entregues pelo governo baiano às prefeituras de quase 100 municípios.

Compartilhar: