简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Já é São João nos 417 municípios baianos. E em alguns a festa vai até dia 29

Já é São João nos 417 municípios baianos. E em alguns a festa vai até dia 29

Publicado em: 20/06/2019


O Carnaval de Salvador é a maior festa popular do planeta, mas tem um negócio que talvez você não soubesse. O São João é a maior festa do Estado, comemorado em todos os 417 municípios baianos e, em especial, nuns 50 onde a festa tem atrações nacionais e em muitos deles, a festa não acaba dia na terça. Vai até dia 29, dia de São Pedro.
Os festejos juninos no estado começam cedo, no início de junho, com os festejos em louvor a Santo Antônio. Mas depois da trezena, a reza ao santo casamenteiro é substituída pelo arrasta pé que se espalha em todos os 417 municípios.


Não importa se você não sabe dançar um xote, um xaxado ou um baião. O que importa é que você saiba curtir o forró, que nas suas variadas formas de expressão, se espalha por toda a Bahia, em todos os 417 municípios, começando pelas trezenas de Santo Antônio, atingindo o clímax no São João e terminando nos festejos em loucura a São Pedro.


E na Bahia, como não poderia deixar de ser, a festa é para todos os gostos, ritmos, bolsos e distâncias. Tem forró pé de serra na Chapada Diamantina, forró eletrônico com mistura de arrocha e pagode, em Salvador e no Recôncavo Baiano, concurso de quadrilhas no Norte do Estado, disputas estilizada entre grupos rivais nas danças, no município de Barra, às margens do Rio São Francisco, ou em São Desidério, no Oeste Baiano, e até guerras, mas só de espadas, nas cidades de Cruz das Almas e Senhor do Bonfim.
Tem ainda festival de quadrilhas em Paulo Afonso e os forrós de camisa, que são aquelas festas privês em Amargosa, Santo Antônio de Jesus e Euclides da Cunha. De Salvador Itamaraju, de Cachoeira a Entre Rios, de Feira de Santana a Juazeiro, o forró toma conta de todo o mês de junho na Bahia. Tem festa no Pelourinho, em Salvador, nas margens do Rio Paraguaçu, em Cachoeira, na Chapada Diamantina, no Sertão de Paulo Afonso. Em toda a Bahia


Para satisfazer a gostos tão variados, mas procurando manter a tradição do forró junino, prefeituras se mobilizaram e o Governo do Estado investiu pesado para manter a tradição, que traz retorno no turismo, na cultura e na diversidade dos costumes.
N a divisão administrativa da Bahia, o estado é dividido em mesorregiões, que contém, microrregiões municípios com semelhanças econômicas e culturais. Escolha uma localidade e se divirta.
Escolha a região, nas sedes municipais ou na roça, prepare a mochila e vá curtir o forró da forma que melhor lhe agradar.

Compartilhar: