简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Obras emergenciais servirão para garantir uma saúde melhor aos baianos e aos que nos visitam

Obras emergenciais servirão para garantir uma saúde melhor aos baianos e aos que nos visitam

Publicado em: 09/08/2020
Por: Adilson Fonseca


A pandemia vai passar, já está passando. Logo nos veremos aqui nessa terrinha mágica, tão cheia de encantos e belezas naturais. Ela deixou marcas, saudade de amigos e familiares que partiram, sem direito a um adeus, mas o governo da Bahia resolveu fazer dessa dor, um marco. A quase totalidade das UTIs montadas para o atendimento às vítimas da Covid-19 serão mantidas, vindo a reforçar as estruturas dos hospitais erguidos em tempo récorde, transformando a Bahia num dos estados brasileiros com a melhor infraestrutura pública na área de saúde. Daí, pode vir nos visitar porque se depender de um atendimento médico a Bahia está preparada para servi-lo.

No estado emergencial provocado pela pandemia do corornavírus (Coviod-19) a Bahia concentrou esforços na aceleração de obras que permitiram não apenas o pronto atendimento às vítimas da pandemia, mas também vão garantir uma melhor infraestrutura de saúde pública para o estado nos próximos anos.

Na avaliação do governador Rui Costa, “os investimentos feitos na Rede Estadual de Saúde para o combate ao coronavírus, como a criação de leitos de UTI, vão beneficiar permanentemente os baianos, mesmo após o término da pandemia”. Com isso, mesmo nos momentos mais críticos da pandemia em todo o País, a Bahia não registrou episódios de pacientes que ficaram, sem atendimento em UTIs, mesmo nas cidades onde os leitos estavam 100% ocupados. O Estado fez uma opção de não apenas priorizar a implantação de hospitais de campanha nem em testes rápidos, mas sim em estruturas que ficariam permanentes para o sistema de saúde.

Rede de Saúde – Exemplo claro de implantação de uma infraestrutura permanente, não apenas para o atendimento emergencial de combate ao Covid-19, mas de garantir um serviço permanente para o futuro, é o fato de que o Hospital do Oeste, em Barreiras, além de ter sido preparado para atender às vítimas da pandemia, também foi modernizado com a implantação de uma ala de alta complexidade nas áreas de cardiologia, e de oncologia.

Já na Microrregião de Irecê, o Hospital Regional de Irecê está implantando serviços médicos na área de hemodinâmica, cujas obras estão em andamento, está concluindo a licitação da unidade de câncer. Em Senhor do Bonfim, além da UPA e da policlínica já em funcionamento, haverá a reforma e ampliação do hospital, que ganhará 20 leitos de UTI, sendo 10 adultos e 10 infantis. O mesmo aconteceu em Juazeiro, Norte do Estado, cujo hospital regional ganhou mais 20 leitos, além de uma Unidade do Tratamento de Oncologia.

Compartilhar: