简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Pratigi, um segredo descoberto pelos amantes da natureza

Pratigi, um segredo descoberto pelos amantes da natureza

Publicado em: 03/03/2019
Por: Adilson Fonseca


Não se contente apenas com os roteiros tradicionais do turismo. A Bahia, e o Baixo Sul (Costa do Dendê) particularmente, tem atrativos imperdíveis e que nem sempre estão nos catálogos das agências de turismo. É o caso da Praia de Pratigi, um roteiro ideal para quem viaja em direção a Camamu, Barra Grande ou Itacaré e quer conhecer lugares novos e ainda poucos explorados.
A caminho de Camamu, um pouco antes da cidade de Ituberá, o caminho à esquerda leva à Praia de Pratigi. Ela fica numa propriedade particular e por isto é pouco explorada pelo turismo. Trata-se de uma praia primitiva, com boa infraestrutura e procurada por aqueles que gostam de se aventurar. A diferença é que a Pratigi do continente é diferente da Pratigi do arquipélago de Tinharé.


Pratigi tem aproximadamente 15 quilômetros de extensão e exceto por algumas barracas situadas no ponto de chegada da estrada, é uma praia ainda totalmente deserta, ocupada por fazendas de coco e dendê de norte a sul. O mar é calmo, de ondas fracas proporcionando um ótimo banho principalmente em maré baixa. O local é conhecido por abrigar atualmente o festival de música eletrônica Universo Paralello.


O acesso é feito por uma estrada de asfalto que passa por uma área de floresta bonita e preservada, porém com vários trechos ruins e uma boa quantidade de buracos. No caminho existe uma comunidade quilombola constituída na época em que o Brasil era colônia. Esta praia é espetacular, com algumas cabanas rústicas, restaurantes e quiosques que servem o melhor do local. Os visitantes terão muitas opções de pratos à base de frutos do mar e até o tradicional acarajé para se deliciar.


Na parte alta desta praia existe um coqueiral exuberante. Suas areias de cor creme convidam para um bela caminhada em qualquer hora do dia. Existem algumas jangadas, cadeiras e bancos de madeira com guarda-sol colorido que decoram a orla. Além de ter ondas fracas devido a formação de bancos de areia, é comum a pesca de variados peixes, como arraia, bagre, carapebas, xaréus, dentre outros. Por ser uma Área de Preservação Ambiental, pode-se aproveitar para contemplar a natureza, praticar trilhas, rapel dentre outros atrativos.

Compartilhar: