简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Regata Aratu-Maragogipe, um colorido na Baía de Todos os Santos

Regata Aratu-Maragogipe, um colorido na Baía de Todos os Santos

Publicado em: 17/08/2018
Por: Adilson Fonsêca


 

Se a Baía de Todos os Santos já é bonita por natureza, imagine toda pontilhada por mais de 400 embarcações que vão cruzar suas águas num percurso de 35 milhas, entre a Baía de Aratu (uma baía dentro da BTS) e a foz do Rio Paraguaçu.

Na sua 49ª edição, a Regata Aratu-Maragogipe , também conhecida como “Regata de São Bartolomeu”, em homenagem ao santo padroeiro da cidade de Maragogipe, mistura o que há de mais moderno nas embarcações de lazer e turismo, com as tradicionais velas, os saveiros,m que durante décadas foram os principais meios de transportes entre Salvador e as localidades do entorno da Baía de Todos os Santos e o Recôncavo Baiano.

A regata nasceu no ano de 1969 e nos primeiros evento a maioria das embarcações, os antigos saveiros, era movida a velas . Decorridos os anos, os modernos Veleiros de Oceano passaram a ocupar os lugares dos antigos e tradicionais “Saveiros de Vela de Içar”, hoje quase em extinção,dão uma beleza singular ao evento.

A abertura do avento ocorrerá na noite do dia 24, onde eswtar~çáo presentes os competidores, sede do Aratu Iate Clube, nos limites da cidade e na entrada da Baía de Aratu. A estimativa é de que pelo menos 400 embarcações de esporte e lazer participem do evento, com velejadores da Bahia, Rio de Janeiro, Pernambuco e Rio Grande do Sul. A competição começa no dia seguinte, com três largadas para as diversas classes inscritas, na raia montada entre o Farolete da Base Naval de Aratu e Ilha de Maré.

Beleza – Veleiros de oceano, saveiros e escunas à vela deverão realizar um percurso de aproximadamente 35 milhas até a cidade de Maragogipe, na foz do Rio Paraguaçu, no coração da Baía de Todos os santos. No seu trajeto, os participantes terão uma das mais belas visão que encantam turistas de todo o Brasil e do mundo: a vista dos contrafortes de Salvador, desde o Subúrbio Ferroviário, onde desembarcaram os holandês, no século XVII, à região monde se desenvolveram o ciclo da cana de açúcar, próxima à Salvador.

Além desses aspectos históricos e geográficos, a beleza da visão da Ilha de Maré, na entrada da Baía de Aratu, e a Ilha dos Frades, e as proximidades da Ilha dos Frades, onde está praia de Bandeira Azul Internacional, a de Nossa Senhora de Guadalupe, na Ponta de Nossa Senhora. E do outro lado, a Ilha de Itaparica, Ilha do Medo e os contornos do Recôncavo Baiano até a cidade de Maragogipe, na foz do Rio Paraguaçu.

O evento, que acontece no dia 25 de agosto, além do aspecto competitivo, é uma festa turística no mar. A Regata Aratu-Maragojipe lé considerada a maior bregata em percurso no Brasil, e é realizada na maior baía do nosso país, cujas águas se constituíram no berço da nacionalidade brasileira.

Compartilhar: