简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Shows e Diversão > Ricardo Chaves, Sarajane, Mônica Sangalo e Vitrola Baiana com Gerônimo

Ricardo Chaves, Sarajane, Mônica Sangalo e Vitrola Baiana com Gerônimo

Publicado em: 03/02/2020
Por: Antonio Diniz


Os cantores Ricardo Chaves, Sarajane e Mônica Sangalo, além da Banda Vitrola Baiana, são convidados de Gerônimo nesta semana. O Ensaio  do cantor,  acontece nesta terça-feira, 4 de fevereiro, às 20h, no Largo Pedro Archanjo, Pelourinho. Os ingressos estão com valores de R$ 50,00 (inteira) e R$ 25.00 (meia). Podem ser comprados antecipadamente pelo Sympla (www.sympla.com.br) ou na bilheteria do local. Mais informações pelos telefones: (71) 3332-3333/ 99327-2724 ou pelo site www.geronimocantor.com. Na abertura no show, Gerônimo faz um rápido passeio musical pelas tradições culturais da Bahia. Em seguida, brinda o público com seus suc essos, que se consagraram na história dos carnavais da Bahia. No tradicional ensaio, os participantes revivem clássicos da música baiana, como “Eu sou negão”, “Jubiabá” e “É D’Oxum”. O show de Gerônimo é praticamente uma síntese desse estilo musical, indo de sucessos dos anos 80 a músicas recentes de sua autoria.
Com seus ensaios, o cantor e compositor criou um espaço de resistência, durante mais de 15 anos, para a música da Bahia. Ambiente de muito axé e animação, os eventos agradam os visitantes da cidade, além de um fiel público local. Seus ensaios são prestigiados por um público diverso, integrado por gente da Bahia e por turistas.
Gerônimo Santana, além de cantor e ator, é compositor com mais de 20 discos gravados. Ele tem composições que se tornaram verdadeiros hinos da música baiana, entre elas, É D’Oxum, Eu sou negão e Acorda Cidade (Já é carnaval, Cidade). Recentemente ele conquistou o Prêmio Braskem de Teatro com as composições musicais que desenvolveu para o espetáculo de um tudo
Também músico, maestro, e bailarino afro, Gerônimo é um dos mais respeitados artistas da Bahia, não só por seu pioneirismo na Axé Music, mas principalmente pelo seu trabalho autoral e ineditismo musical presente como influência cultural na Bahia, nas últimas décadas.

Compartilhar: