简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Salvador: em qualquer época do ano há sempre um roteiro especial para você

Salvador: em qualquer época do ano há sempre um roteiro especial para você

Publicado em: 12/06/2019
Por: Adilson Fonsêca


Imagine que você, onde quer que esteja no Brasil resolve tirar alguns dias de folga e fazer uma viagem para Salvador. Não precisa ser verão, carnaval ou qualquer período de festa popular. A cidade vai ter sempre opções para te surpreender. Quer seja num passeio pela Cidade Baixa, pelo Centro Histórico ou pela orla, as opções são inúmeras e cada uma com uma característica própria, que vai te fazer descobrir porque a primeira capital do Brasil é hoje o principal destino turístico da maioria dos brasileiros.

E ai em um belo dia você decide fazer uma viagem para Salvador, mas tem pouco tempo para curtir a cidade. Será que dá tempo de conhecer muita coisa?. Nem pense muito. Compre a passagem, reserve o hotel, faça sua mala e em um piscar de olhos você estará aqui, desembarcando na capital da alegria. Ao passar pelo túnel de bambus, faça sua primeira foto e escreva: adivinha onde eu estou? Não tem uma pessoa que tenha vindo a Salvador que não descreva como “mágica” a sensação de passar por ali. Deixe a mala no hotel e já escolha onde vai comer seu primeiro acarajé.

Vamos te oferecer algumas dicas de como, em pouco tempo, você pode conhecer um pouco mais dessa terra de magia e encanto, onde tudo parece convergir e todos os credos, culturas e gastronomia se unem.

Cidade Alta

Este é o dia do Centro Histórico, sendo a primeira parte no tão famoso Pelourinho e a segunda no charmoso Santo Antônio Além do Carmo. Escolha um calçado bem confortável, abra a mente e prepara-se para uma aula de história a céu aberto. Você está prestes a desvendar um mundo de possibilidades deste conjunto arquitetônico integrante do Patrimônio Histórico da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Os casarões coloniais barrocos do Centro Histórico guardam tantas relíquias que vale à pena passar o dia todo lá descobrindo. Depois de percorrer as ruas enladeiradas do Pelô, siga para o Santo Antônio Além do Carmo, bairro coladinho ao Pelourinho. Se quiser tomar um bom café, de frente para a Baía de Todos os Santos, sua escolha é o Cafélier.

Se a vontade for uma cerveja gelada, nossa dica são o Bar do Pascoal e o Bar do Ulisses. Se a fome bater, as melhores sugestões são o Restaurante Porô, o Zanzibar ou o D`Venetta. Mas o bairro é cheinho de coisas boas para fazer,

Rio Vermelho e Barra

Comece o dia pelo Rio Vermelho, na casa onde morou o casal de escritores Jorge Amado e Zélia Gattai. A antiga residência se tornou um memorial que faz um belo passeio nas histórias deles e da Bahia. No roteiro “Boemia à luz do dia” a gente te explica várias coisas que tem para fazer no Bairro nesta parte do dia. Outro bem legal é o roteiro “Deixando o dia te levar”, para um começo de dia com café da manhã farto, afeto e papo pro ar.

Do Rio Vermelho vá direto para o Farol da Barra, cartão postal da cidade. Lá dentro tem o Museu Náutico e um ótimo café. Então, depois das muitas fotos, não deixe de entrar, será surpreendente. Depois de subir até o ponto mais alto do Farol e ter uma visão deslumbrante do mar azul, vá à Praia do Porto da Barra, ao lado, para um bom banho de mar. Se na maré seca, prefira as piscininhas naturais que se formam coladinhas ao próprio Farol. Se na maré alta – e principalmente se curtir surfar – vá em direção ao Morro do Cristo e se posicione na faixa do “Barravento”. É ali que tem as melhores ondas.

Museus à beira-mar – Se a pedida é ficar “relax”, o melhor lugar é o Porto da Barra. Lá tem banho em águas sempre calmas e cristalinas, boas para prática de SUP e Canoa Havaiana. Nesta enseada também tem duas ótimas opções culturais, cada uma em uma ponta da praia. No Forte Santa Maria fica o Espaço Pierre Verger da fotografia baiana, do outro, no Forte São Diogo, fica o Espaço Carybé. Ambos interessantes para conhecer Salvador através de sua arte. Tanto Verger quanto Carybé chegaram aqui como visitantes, iguais a você, e por aqui ficaram. Salvador tem muitos encantos, pode ser que você também queira ficar.

Praia e curtição – Antes de retornar para a terra de origem, você não pode deixar de apreciar a imensa orla marítima de Salvador e sua belas praias, cada uma com uma característica própria. Mesmo sendo inverno, os dias surpreendem com o sol que aparece quando menos se espera. Então aproveite. Salvador costuma ser sempre ensolarada e por isso vá na praia consagrada por Caymmi Vinicius de Moraes e João Gilberto, Itapuã.

É um dos bairros mais musicais da cidade, e é lá que estão as Ganhadeiras de Itapuã, o Grupo Malê Debalê e grupos de roda de samba tradicionais. A estátua de Dorival Caymmi fica na orla, na altura da Rua Aristídes Milton Já a Praça Vinicius de Morais, com sua estátua, fica na Rua Palmas de Monte Santo. Também temos alguns roteiros que você pode gostar:

Perto do final da tarde, vá para o hotel e dê aquela descansada porque a noite promete. Você vai voltar ao Rio Vermelho, só que agora em uma rota de diversão para fazer jus à fama de “bairro boêmio da cidade”.


Cidade Baixa

Comece por onde a cidade guarda o seu charme histórico-cultural: o Centro Histórico. Mas comece pela parte baixa, descendo o Elevador Lacerda e indo ao Mercado Modelo para ver o que é que a Bahia tem. Para quem quer fazer compras e saber um pouco do passado da cidade, este é um ótimo lugar. Lá você encontra desde artesanato local, temperos, pedras e também restaurantes. Na praça em frente (Praça Cairu), se tem uma bela vista do Elevador Lacerda, principal ligação de pedestres ligando a Cidade Baixa, onde se encontra o Mercado, à Cidade Alta, onde fica o Pelourinho.

Mas em vez de subir o Elevador Lacerda que tal ir para o lugar comum a todos os credos e religiões dos baianos, a Igreja do Bonfim, lá na ponta da Cidade Baixa, em uma colina que é chamada de Sagrada? A Igreja do Bonfim é um dos pontos de visitação quase que obrigatório dos turistas, mas é visitada com frequência também por moradores. É lá que você vai fazer uma das fotos mais emblemáticas de quem visita Salvador: amarrando sua fitinha do Nosso Senhor do Bonfim na grade da Igreja. Durante as missas, a igreja fica repleta de pagadores de promessas.

Bateu a fome – Um dos pontos altos de conhecer a Bahia é comer a comida típica baiana. Na Cidade Baixa tem ótimas opções de restaurante, e muitos têm ainda uma excelente vista da Baía de Todos os Santos. Reserve um tempo, sem correria, e deixe o dendê te levar. Existem alguns restaurantes próximos à Basílica Santuário do Senhor do Bonfim, integrando a gastronomia em seu roteiro turístico.

Bar Recanto da Lua Cheia – Comida de primeira qualidade, de frente para o mar, excelente para grupos. Os peixes estão sempre muito frescos, a cerveja é gelada e as moquecas são sempre uma boa pedida.

Pietro’s Bar – Por lá, você encontra a beleza natural da cidade e a deliciosa culinária típica baiana. Tente chegar cedo para garantir uma mesa de frente para o mar! O pátio tem árvores, deixando tudo mais gostoso.



Tijupá Restaurante e Bar
– O restaurante fica no Saveiro Clube na Ribeira, um local de fácil acesso. O ambiente é simples e agradável, arejado e com uma vista bem bonita. Indicamos a moqueca de camarão com siri catado e pirão, farofa de dendê e arroz como acompanhamentos. O Tijupá fica a 5 minutos de caminhada da famosa Sorveteria da Ribeira.

Passeio à beira mar – A orla da Ribeira é um caso à parte, coisa linda de viver. Lá existem dois lugares bem legais e tranquilos para tomar um sorvete, com ar de cidade pequena. Um deles é a tradicional Sorveteria da Ribeira que, com seus sabores de frutas típicas e suas cadeiras na calçada, deixa o passeio com aquele charme de pertencimento, como se você fosse morador do bairro.

A outra opção é ir ao Solar Amado Bahia, onde um casarão histórico foi completamente restaurado e reaberto ao público. Além de um passeio que faz uma volta ao passado, no anexo há o Sorvete Real que tem uma área climatizada e também um espaço kids perfeito para passeios em família.

Quando chegar a hora do pôr do sol, o melhor é curtir a Ponta do Humaitá, totalmente revitalizada. No mesmo local você pode conhecer o Forte do Mont Serrat, e perto dali, as praias de as praias da Boa Viagem e do Meio. Todos os locais são conhecidos por serem os melhores lugares da cidade para “se despedir do sol

Compartilhar: