简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Uns destinos mégicos nesta Bahia que você não pode deixar de ir. E essa terra tem cada lugar…

Uns destinos mégicos nesta Bahia que você não pode deixar de ir. E essa terra tem cada lugar…

Publicado em: 11/07/2019
Por: Adilson Fonsêca

Pelourinho - onde ficar na Bahia

Um Estado que tem 1.100 quilômetros de litoral (o maior do Brasil), a maior Baía, e uma diversidade ambiental e biológica que vai do semiárido ao frio da Chapada, do clima de Cerrado no Oeste, às águas interiores da Baía de Todos os Santos, Maraú ou Camamu, tem tudo para agradar. Assim é a Bahia. Veja onde ficar na Bahia!

E são várias as opções em 13 zonas turísticas, que misturam meio ambiente diversificado de raças, culturas e credos, numa profusão de cores e rimos que tornam a Bahia única. Não existe o acarajé sem a baiana, ou atabaque, berimbau ou trio elétrico sem os baianos e não há maior pluralidade concentrada em um m esmo estado que não seja a Bahia. Para todos os gostos, bolsos e tempo.

Elevador Lacerda - onde ficar na Bahia

Baía de Todos os Santos – É a maior baía do país, com 1.233 quilômetros quadrados, 56 ilhas e 17 municípios. Suas águas têm uma profundidade máxima de 42 metros. A região se tornou uma área de proteção ambiental em 1999. É nela que se situa Salvador, a primeira capital do Brasil..
Costa dos Coqueiros – É a maior, na direção norte do Estado, a partir do Aeroporto de Salvador. Mar aberto, mas com reentrâncias que formam baías. É onde fica Praia do Forte, berçário das tartarugas marinhas. A região possui uma das melhores infraestrutura hoteleira do País.

Costa do Dendê – É onde se situa a Baía de Maraú, com Morro de São Paulo, Boipeba e Barra Grande. Ilhas e praias paradisíacas, de mar calmo e cristalino podem ser alcançadas a partir da cidade de Valença. Basta atravessar a Baía de Todos os Santos, de ferry boat, e descortina-se um imenso caminho cheio de belezas naturais, de praias e Mata Atlântica.

Costa do Descobrimento – Se Cabral, em 1500 se encantou, imagine os brasileiros atuais que podem chegar não só a Porto Seguro, mas às paradisíacas e misticas Trancoso, Arraial D`Ajuda e Caraíva. Berço do Brasil, a região é rica em atrativos descobertos pelos índios e depois compartilhados por todos os brasileiros.

Costa do Cacau – A Gabriela de Cravo e Canela de Jorge Amado resplandece de verde da Mata Atlântica, de trilhas na mata, rios e cachoeiras, e, claro, belas praias em Ilhéus, gastronomia em Canavieiras e ecoturismo e esportes náuticos radicais em Itacaré e Santa Cruz Cabrália.

Costa das Baleias – Até as baleias Jubarte elegeram a Bahia como ponto de visitação anual para acasalamento. E elas podem ser vistas de agosto a dezembro em Abrolhos, Prado e Alcobaça. Praias com falésias e ecossistema intocados, como na Reserva de Monte Pascal, fazem parte desse cardápio variado de turismo e lazer.

Caminhos do Sertão – Não apenas o litoral, mas o Semiárido Baiano oferece surpresas agradáveis para o visitante. O Parque Nacional de Canudos, no Raso da Catarina e estâncias hidrominerais são boas opç~]oes para quem quere um turismo diferente.

Canyons e lagos – O Rio São Francisco é o caminho natural da integração no interior da Bahia. Mas suas águas oferecem passeios incríveis no maior canyon navegável no mundo. Um lugar onde a cultura sertaneja é pujante e preserv a a sua história.

Vale do São Francisco – Uma terra famosa por suas praias e festas, também produz uvas. O ecossistema da região é dos mais riscos e em Juazeiro e nos municípios no entorno do Lago de Sobradinho, existem vinícolas, gastronomia e manifestações culturais. Gastronomia, enoturismo, esporte e aventuras radicais, turismo náutico e técnico-científico.

Chapada Diamantina – O Morro do Pai Inácio é o seu símbolo, mas ali existe o vale do Capão, o festival de Lençóis, as grutas e cachoeiras, e as trilhas usadas por antigos garimpeiros de ouro e diamante. No coração da Bahia, onde a temperatura pode chegar a menos de 10 graus.

Compartilhar: