简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Humaitá, o melhor por do sol de Salvador

Humaitá, o melhor por do sol de Salvador

Publicado em: 22/03/2019
Por: Adilson Fonsêca


Todos os dias e em todos os lugares há um por do sol. Mas um por do sol na Ponta do Humaitá, num dos locais em Salvador mais avançados no mar da Baía de Todos os Santos, é imperdível e não tem preço. Localizada numa das extremidades da Península de Itapagipe, na Cidade Baixa, a Ponta de Humaitá é reconhecidamente um dos um dos locais mais bonitos de Salvador, de onde se pode descortinar toda a imensidão da Baía de Todos os Santos, tendo ao fundo as Ilha de Itaparica, dos Frades e Maré.

Procurada por jovens que gostam de apreciar o por do sol na Baía de Todos os Santos, o local abriga o Farol de Humaitá, situado numa das pontas da Península Itapagipana. O farol foi o terceiro e último a ser construído em Salvador, inaugurado em 1935. É o único farol situado dentro da Baia de Todos os Santos, e por isso mesmo, ao contrário dos dois outros – Farol da barra e Farol de Itapuã – é mais baixo, com um campo de visão menor, e voltado párea o interior da baia.

Atualmente, o farol está sob a guarda do Parque Regional de Manutenção do Exército e faz parte do complexo arquitetônico da Ponta de Humaitá. Este complexo é constituído ainda: pelo Forte de Monte Serrat, construído em 1583; pela Igreja de Nossa Senhora de Monte Serrat, construída originariamente em 1580; pelo Mosteiro de Monte Serrat, de 1679; pela Residência dos Padres, construída em 1619, onde morou por alguns anos o Padre Antônio Vieira; e pelo atracadouro do antigo Iate Clube de Monte Serrat.



Requalificação
– Dando continuidade às ações comemorativas pelo aniversário de 469 anos de Salvador, a Prefeitura de Salvador anunciou o processo de requalificação da Ponta do Humaitá , que irá durar três meses. As intervenções envolvem recuperação e pavimentação de toda a área, melhoria do estacionamento, construção de nova quadra esportiva em substituição da atual, recomposição do gramado e dos passeios. Também estão previstas a remoção de uma edificação construída para dar apoio ao cais (o módulo de bilhetagem), por estar em desacordo com o paisagismo

 

Projeto – A área da Ponta de Humaitá é tombada pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e possui extrema beleza natural. Por isso, o projeto de requalificação precisou ser, ao mesmo tempo, simples e também cuidadoso com o grande impacto a partir da valorização do patrimônio histórico e geografia do local.

O projeto prevê também recuperação de pisos do entorno da Igreja de Monte Serrat, instalação de rampas para cadeirantes, colocação de guarda-corpo ao longo da balaustrada e instalação de mobiliário urbano. O píer instalado na área não está incluído no projeto porque implicaria na inclusão de aspectos náuticos e manifestações da Marinha, fugindo ao escopo inicial da intervenção urbanística.

Compartilhar: