简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Um passeio de tirar o fôlego no paraíso das baleias, em Abrolhos

Um passeio de tirar o fôlego no paraíso das baleias, em Abrolhos

Publicado em: 04/10/2019
Por: Adilson Fonsêca


O lugar é de um cenário cinematográfico e perfeito para quem quer conhecer a vida marinha. Perdido na imensidão do Oceano Atlântico, a aproximadamente 75 quilômetros da posição em terra mais próxima, que é a cidade de Caravelas, o Arquipélago de Abrolhos, no Litoral Sul da Bahia é muito mais que o berçário das baleias Jubarte. É simplesmente um lugar fantástico.

Formado por cinco ilhas, descoberto em 1503, é um dos melhores pontos do mundo para o mergulho, onde as águas cristalinas convidam todos a explorar a fauna e os corais. São cinco ilhas vulcânicas, repletas de vegetação e piscinas naturais onde vivem tartarugas e baleias.

Das cinco ilhas que forma m o arquipélago – Ilha Redonda, de Santa Maria, Ilha Siriba, Sueste e Ilha Guarita, apenas a Ilha de Santa Bárbara é habitada. É lá que fica o farol e a administração, a cargo da Marinha do Brasil. As demais ilhas têm o desembarque de pessoas proibido, dentre as quais, apenas a Ilha de Siriba pode ser visitada mediante autorização da Marinha e com restrições e monitoramento dosa visitantes.

Dispersas no oceano, em uma área de 913 quilômetros quadrados, o Parque Nacional Marinho de Abrolhos, assim denominado pela Marinha do Brasil e administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, foi a primeira área do Brasil que recebeu o título de “Parque Nacional Marinho”, pelo Decreto 88.218, de 06 de abril de 1983.

O nome – A melhor temporada para visitar a região é a partir do segundo semestre, quando começam a aparecer as primeiras baleias Jubartes, que vêm do Hemisfério Norte em busca de águas mornas para se acasalarem. Mas para quem quer realizar a prática do mergulho, o melhor período é de dezembro a fevereiro, quando as águas estão mais quentes e com maior visibilidade. E o melhor lugar para ficar é na cidade de Caravelas, que possui infraestrutura hoteleira e de serviços.

O nome Abrolhos vem da língua portuguesa, tendo primeiramente sido registrado em diversos mapas náuticos como um aviso aos navegadores por causas frequentes acidentes e naufrágios de embarcações, devido à formação de corais e às fortes correntes marinhas. O nome é “Abre os Olhos”, que depois virou simplesmente Abrolhos.

A cidade mais próxima da unidade é Caravelas, que fica a 836 quilômetros da Salvador, e cujo acesso é feito pela BR-101. Da cidade, o acesso para Abrolhos pode ser feito por catamarã, em pouco mais de duas horas, ou lanchas menores, com um percurso de duas horas e meia. Ou de escuna, com uma viagem de seis horas.

Como e quando ir

De avião

O Aeroporto de Porto Seguro está a 261 quilômetros de Caravelas, pela BR-101. Opera vôos comerciais nacionais e internacionais de diversos aeroportos brasileiros. Outra opção é o Aeroporto de Vitória, no Espírito Santos, que fica a 400 quilômetros de Caravelas.

De carro/ônibus

O trajeto Rodoviário até Caravelas pode se dar em diferentes composições a partir da BR 101, vindo de Vitória/ES e entrar no desvio de Posto da Mata e pegar a BR-418; ou seguir até a cidade de Teixeira de Freitas e seguir pela BA-290 até Alcobaça e de lá, pela BA-001, até Caravelas.

Para quem sai de Salvador, a opção é seguir direto pela BR-101 até Itamaraju e de lá seguir até Prado até alcançar a BA-490 até Alcobaça e depois a BA-001 até Caravelas.

** Partindo de Caravelas, contate as operadoras de turismo autorizadas junto ao Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, que promovem os passeios em direção ao Arquipélago. As empresas também alugam equipamentos de mergulho (livre a autônomo) e dispõe de profissionais qualificados para conduzir visitantes no Parque Nacional.

Compartilhar: