简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Paisagens incríveis navegando pelo São Francisco, para quando a pandemia passar

Paisagens incríveis navegando pelo São Francisco, para quando a pandemia passar

Publicado em: 08/05/2020
Por: Alex Ferraz


O que não falta na Bahia são locais para o ecoturismo aliado a aventuras incríveis. No entanto, o Rio São Francisco, o Velho Chico, destaca-se nesse aspecto. Os paredões de rocha, as cachoeiras e os cânions formados em diversos trechos tiram o fôlego do visitante.
Claro que no quesito aventura, é indispensável estar acompanhado de técnicos na prática que se escolher. Uma das emoções estéticas mais fortes é observar a corredeira do rio entre os paredões de rocha a partir da Ponte D. Pedro II, toda de metal.

O roteiro pode incluir vista a Paulo Afonso/Chesf, cidade que é sede de usinas hidrelétricas que abastecem parte do Brasil e compõem um amplo parque de onde pode ser observada a imponente queda d’água, além de oferecer passeio de bondinho sobre um cânion e lindas e acolhedoras praças.
Outras atrações são a Praça das Mangueiras, o calçadão farto de bares e muita música ao vivo, além de lojas de artesanato.

A rota do cangaço inclui visita ao museu Casa de Maria Bonita, onde a companheira de Lampião viveu sua infância, e a Serra do Umbuzeiro, que vem a ser o ponto mais alto de Paulo Afonso, com incríveis formações rochosas geradas pela erosão.

O acesso ao rio São Francisco a partir de Salvador são diversos, mas o básico pode ser através da BR-116 Norte, com entroncamento em Feira de Santana, cidade a 111 km de Salvador

Compartilhar: