简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Está sem tempo, mas quer dar uma relaxada. Que tal um bate e volta?

Está sem tempo, mas quer dar uma relaxada. Que tal um bate e volta?

Publicado em: 28/05/2020
Por: Adilson Fonsêca


A dica serve tanto para quem chega à Bahia e não tem tempo para uma permanência mais prolongada, como para os próprios baianos que têm de retornar para o trabalho um ou dois dias depois. E pode ser usada principalmente nos finais de semana. A partir de Salvador, Porto Seguro ou Ilhéus, principais destinos turísticos no Estado, e localidades que dispõem de aeroportos para voos nacionais e internacionais, pode-se chegar a locais a até 100 quilômetros de distância, que permitem, uma visita durante o dia e retorno à noite ou no fim do dia seguinte.

Praia, cultura, história, gastronomia, cachoeiras, aventura. Em cada uma das regiões pode-se ter essas opções, o que facilita em muito as escolhas para onde e como se pretende fazer esse turismo bate e volta. Para aproveitar a preciosa folga no final de semana, sem aquela necessidade de querer tudo em pouco tempo, basta escolher um lugar próximo de onde esteja, como ponto de partida – ou a até menos de duas horas de voo – e curtir o máximo sem se cansar para estar renovado na segunda-feira.


De Salvador – A 107 quilômetros da capital, Cachoeira é a melhor opção. Situada nas margens do Rio Paraguaçu e ao pé da represa de Pedra do Cavalo, a cidade faz divisa com o município de São Felix, ligada pela Ponte D. Pedro II, por onde ainda passam trens de carga em direção ao centro sul do País. Tombada como Patrimônio Histórico e Arquitetônico, é um monumento vivo da história da Bahia.

No trajeto, a parada no Mercado Municipal da vizinha cidade de Santo Amaro, onde nasceram Caetano Veloso e Maria Bethânia, é quase que obrigatória, como também é obrigatório almoçar nas margens do Paraguaçu e saborear uma Maniçoba, prato típico de Cachoeira, e ainda reservar um tempo para atravessar a ponte e visitar a vizinha cidade de São Felix e depois subir a serra em direção ao município de Muritiba e do alto, descortinar todo o Vale do Paraguaçu, com as duas cidades ao fundo.

De Salvador ainda se tem opções de visitar o Litoral Norte e ver o berçário das tartarugas marinhas, em Praia do Forte, ou as lagoas de Baixios ou Guarajuba. Se quiser, uma travessia pela Baía de Todos os santos e visitar Itaparica, terra do escritor João Ubaldo Ribeiro, ou seguir um pouco adiante e visitar Maragogipe, ou mesmo Salinas das Margaridas.

Se sua ideia for conhecer as ilhas, duas pedidas: Ilha dos Frades e a Praia de Ponte de Nossa Senhora do Guadalupe (Bandeira Azul Internacional), e retorno com uma rápida parada na bucólica Igreja de Loreto; ou Ilha de Maré e andar pelas areias brancas da Praia de Nossa Senhora das Neves, e almoçar no Oratório de Maré, na Praia de Botelho.

De Ilhéus – O aeroporto é de categoria internacional e por isso mesmo recebe turistas de todo o Brasil e do exterior (com conexões). Mas se seu ponto de partida é a terra de Gabriela e de Jorge Amado, depois de saborear um legítimo chocolate da terra, pegue a estrada em direção ao sul e 110 quilômetros adiante, ladeado por paisagens belíssimas, se chega a Canavieiras, local onde foi filmada a novela Porto dos Milagres.

No sentido oposto, a pouco mais de 40 quilômetros, está Itacaré, o paraíso do surf na Bahia. Praias paradisíacas ornadas com a exuberante Mata Atlântica, a cidade oferece uma vasta gastronomia, com uma variedade de artesanatos e boa infraestrutura hoteleira.

De Porto Seguro – Segundo maior destino turístico na Bahia, atrás apenas de Salvador, a cidade por si só se basta. Mas ali perto, a menos de 30 quilômetros, tem Santa Cruz Cabrália, com as mesmas características históricas da terra do Descobrimento, belas praias e rica culinária e vida noturna. Se quiser estender a viagem, com mais10 minutos de travessia pelo Rio João de Tiba, se chega a Barra de Santo André, local que deslumbrou a delegação alemã durante a Copa do Mundo de 2014.

No sentido sul, com cinco minutos de balsa sobre o Rio Buranhém, se chega a Arraial D`Ajuda, de praias paradisíacas e badaladíssimas, e com alguns quilômetros de estradas mais adiante, a Trancoso, com suas imensas falésias debruçadas sobre um mar de intenso azul, e praias semi desertas. Se não quiser retornar no mesmo dia a Porto Seguro, a recomendação é escolher uma das inúmeras pousadas e curtir a noite no Quadrado de Trancoso. No dia seguinte pode-se retornar a Porto Seguro e se preparar para a voltar para casa.

Compartilhar: