简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Na Bahia é verão o ano inteiro. Não tem hora para curtir essa terra

Na Bahia é verão o ano inteiro. Não tem hora para curtir essa terra

Publicado em: 31/08/2019
Por: Adilson Fonsêca


Na Bahia é assim: verão o ano inteiro. E mesmo quando o tempo “vira”, como se chama por aqui, é só esperar até umas 10 da manhã que o sol vai aparecer e daí em diante volta a ser verão. Se a opção é Salvador, são muitos os destinos, mas se você quer uma dica inesquecível, que tal a Península da Maraú, na região Sul do Estado, no entorno da Baía de Camamu…  É uma das melhores opções para curtir com a família, em grupos ou mesmo se aventurar pelas suas inúmeras praias, algumas quase que desertas.

A região faz parte do que aqui na Bahia chamamos de Costa do Dendê, que abrange todo oi litoral que vai de Valença até Maraú, distante 270 quilômetros de Salvador (via ferry boat de Itaparica), a 127 quilômetros de Ilhéus e a 66 quilômetros de Itacaré. Nesse imenso mar da Baía de Camamu e todo a chamada Costa do Dendê, existem localidades paradisíacas, como Morro de São Paulo, Boipeba, Moreré, e a Península de Maraú, destino perfeito para quem busca praias espetaculares.


Como ir – Chegar à Península de Maraú é para os fortes, os amantes da natureza, os aventureiros, os apaixonados por um inigualável pôr do sol. E a vila de Barra Grande, que é a porta de entrada para as praias e principal ponto de hospedagem da região, d´-a bem a ideia do espírito aventureiro e paradisíaco da região. Por terra, a dificuldade de acesso começa pela falta de estradas asfaltadas, mas por isso mesmo, é um dos motivos que mantém a região tranquila, mesmo em períodos de alta temporada.

Para quem espera encontrar comodidades de acesso como dos grandes centros urbanos, o aeroporto mais próximo e que permite acesso mais fácil à Península de Maraú é o de Ilhéus, distante 127 quilômetros de Barra Grande. Para quem está em Salvador, a distância é de 270 quilômetros. Na

Península de Maraú não existem aeroportos e o de Valença só opera com voos fretados e de pequeno porte. Por isso mesmo, qualquer que seja a sua forma de acesso, para se chegar a esse paraíso, só de carro (por estradas que em períodos de chuva ficam intransitáveis), barco ou lancha.

Para quem tem carro – Seja de Salvador, Ilhéus ou Itacaré, para se chegar até a Península de Maraú, é melhor sempre se preparar para as condições de precariedade estrada. O trecho da BR-030 que leva até Barra Grande, a partir da BR-101, na saída da cidade de Ubaitaba, (total de 46 km) é todo em estrada de terra. Por isso mesmo, quem se aventurar por esse meio, é melhor utilizar um veículo com tração nas rodas.

Para quem sai de Ilhéus ou Itacaré, o trecho inicial até a Península de Maraú será pela BA-001 sentido norte, estrada totalmente asfaltada. Mas a partir da entrada para a cidade de Maraú, é mais uma aventura de riscos. Já quem sai de Salvador, o melhor trajeto é atravessando a Baía de Todos os santos, e pelo sistema ferry boat e de lá, em Itaparica, seguir pela BA-001 até Valença e de lá até Camamu. Outra opção é seguir pela BR-324, depois pela BR-101 e, na localidade de Travessão, seguir até Camamu. O trecho final de acesso à Península de Maraú pela BR-030 (sem alfalto), contudo, é obrigatório a partir de qualquer região da Bahia.

Para quem não vai de carro – O melhor é pegar um ônibus no Terminal Rodoviário de Salvador, ou, a partir do Terminal de Bom Despacho, na Ilha de Itaparica (travessia de ferry boat) até Camamu, a 195 km de Salvador, 55 km de Itacaré e 115 km de Ilhéus. Em Camamu, existem barcos e lanchas que fazem a travessia para Barra Grande (porta de entrada da Península de Maraú) diariamente das 7h às 17h.

Os barcos são mais lentos e costumam percorrer a distância até Barra Grande em pouco mais de uma hora e meia. Já as lanchas levam apenas trinta minutos. Todos os transportes que saem da Baia de Camamu têm como destino o vilarejo de Barra Grande. Contudo, existe a opção de se contratar transporte independente, que fazem o trajeto entre Camamu e Barra Grande que operam no porto de Camamu.

Em Barra Grande – Na localidade a beleza é estonteante, mas para circular entre as praias, não há pistas asfaltadas e o trajeto é ruim, principalmente em períodos chuvosos. Mas mesmo assim compensa. Há transportes locais e guias para ir até praias mais distantes e quase virgens, como Algodões , e também para circular entre Taipú de Fora e Barra Grande. Todas as praias da Península de Maraú têm acesso por estradas. Há placas de sinalização que indicam cada uma das praias.

Se está sem carro, é fácil circular pela Península de Maraú a pé, de bicicleta, quadriciclo ou usando a jardineira, que são veículos 4×4 — tipo Toyota — com cabines traseiras onde vão os passageiros. O veículo faz o percurso entre Barra Grande e todas as praias da Península de Maraú. Aí é só escolher qual dos paraísos dentro do próprio paraíso quer ir.

Compartilhar: