简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Na ponta da Baía, o paraíso da praia de Bandeira Azul.

Na ponta da Baía, o paraíso da praia de Bandeira Azul.

Publicado em: 09/08/2020
Por: Adilson Fonseca


Do alto do Elevador Lacerda, em dias ensolarados, dá para vislumbrar no horizonte, na direção oeste, os contornos da Ilha dos Frades, uma das três grandes ilhas da Baía de Todos os Santos, a seguir: Ilha de Itaparica, Frades e Maré. E é nessa ponta da baía, que está a primeira praia que recebe a Bandeira Azul Internacional, por causa da sua balneabilidade, infraestrutura e preservação ambiental, em 2016.
A Praia da Ponta de Nossa Senhora é uma praia localizada na parte norte da Ilha dos Frades, Salvador, Bahia. Está entre o Morro de Nossa Senhora de Guadalupe e o Outeiro dos Carneiros. Tem uma grande faixa de mata nativa e é uma das praias mais procuradas da Ilha dos Frades, por causa de suas águas calmas, mornas e cristalinas, ótimas para o banho, a pesca, o mergulho e outros esportes náuticos.
A viagem em direção a esse paraíso, que faz parte da porção insular do município de Salvador, dura em média meia hora, de escuna ou lanchas que fazem o transporte de pessoas a partir dos piers de atracação do Terminal Náutico, ou de marinas da Cidade Baixa, ou mesmo, para quem vem do interior, da travessia a partir da vizinha cidade de Madre de Deus.

Elevada à categoria internacional – a mais recente é a Praia de Guarajuba, na Estrada do Coco, Litoral Norte do Estado, no município de Camaçari – a Praia da Ilha dos Frades não apenas alcançou o nível de excelência de preservação ambiental, como também dispõe boa infraestrutura para os banhistas, como barracas de praia, que garantem o conforto do turista, servindo frutos-do-mar e pescados, píer de atracação e acessibilidade.
Requisitos – A praia ganhou o selo Bandeira Azul por ter preenchido todos os requisitos que garantem a integridade, conforto e preservação ambiental. A Bandeira Azul é considerada o mais importante grau de balneabilidade de praias em todo o mundo, e é atribuído a praias e marinas que cumprem um conjunto de 34 requisitos de qualidade socioambiental. Os critérios de atribuição da bandeira azul incluem diversos parâmetros em categorias como: qualidade da água, informação e educação ambiental, conservação do meio ambiente local, segurança, serviços e infraestruturas de apoio.


Para alcançar esse status contou com a efetiva participação da comunidade local. Os moradores e comerciantes instalados no local tiveram que seadaptar para atender às exigências do selo Bandeira Azul, mantendo um padrão de conservação ambiental, o turista também tem essa mesma responsabilidade. O cuidado com o meio ambiente! E o resultado é que não só a comunidade, mas todos os visitantes se conscientizam da necessidade de manter a infraestrutura e preservação ambiental do local.
O que é – A praia Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe está em uma Área de Proteção Cultural e Paisagística (APCP), na Baía de Todos os Santos. Tem cerca de 50 moradores e, no verão (alta temporada), chega a receber 4 mil visitantes no fim de semana. Desta praia, é bem fácil ir andando até a Praia de Viração, coladinha a essa faixa de areia. Só que lá é deserto: bom para fotos sensacionais, mas sem barracas. Então, lembre-se de levar água.
Subindo o mirante, encontram-se o farol e a igrejinha de Nossa Senhora de Guadalupe, construída pelos portugueses em Ponta de Nossa Senhora no séc. XVII. Esta igreja, que estava totalmente abandonada e desmoronando, foi totalmente recuperada em 2007 pela Fundação Baía Viva. No alto do cume em que se encontra, foi instalado um mirante, de onde se descortina uma das mais belas vistas da Baía de Todos os Santos. No fundo da igreja, encontra-se um cemitério, construção muito comum até o século XIX.
Foi necessário reconstruir, antes, toda a imensa escadaria que dá acesso à igreja. Ponta de Nossa Senhora dispõe agora de um novo píer, sanitários públicos, posto policial e de atendimento médico, além de um sistema de sinalização náutica para evitar a aproximação de embarcações na praia.
Serviço
Importante saber que os visitantes pagam uma taxa de R$ 10,00 para entrar na ilha, e o cais (terminal marítimo desta praia) fica aberto das 9h às 16h, mas você pode desembarcar direto na praia fora desses horários também, em pontos que não tenham boias de proteção para banhistas.
Para passeios de barco: Importante agendar com pelo menos 72h de antecedência.
Como chegar
Por mar, as saídas podem ser feitas no Terminal Náutico, próximo ao Mercado Modelo. Ou, em caso particular, das marinas da Contyorno, da Ribeira, ou de Aratru.
Partindo de Salvador, pegue a BR-324 (sentido Feira de Santana) para Madre de Deus. São 32 km até o entroncamento com a BA-522, em direção a Candeias, e depois mais 20 km até o centro de Madre de Deus, em estrada de boas condições. Terminal marítimo de Madre de Deus – existe um ponto de ônibus bem na frente.
Indo de carro – tem estacionamento free ou pago, com valor médio de 10 a 20 reais. Na ponte tem os guichês de passagens para as ilhas. Os barcos fazem travessia regularmente no valor de 3,50 + 0,90 de taxa de embarque. Ao pegar a travessia para Paramana, o mais perto é descer no píer.

 

Compartilhar: