简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Retomada do turismo baiano revela praias ainda mais lindas e limpas

Retomada do turismo baiano revela praias ainda mais lindas e limpas

Publicado em: 07/09/2020
Por: Adilson Fonsêca


Morro de São Paulo, Boipeba, Gamboa, Garapuá, Peninsula de Maraú e com ela as localidades de Taipus de Fora, Narra Grande e a própria Baía de Camamu, retomam suas atividades turísticas ainda mais lindas, e para dar total tranquilidade aos visitantes, seguindo rígidos protocolos de segurança sanitária. Considerados destinos dos mais procurados no Estado, juntamente com Salvador e a Baía de Todos os Santos, e a região de Porto Seguro, a reabertura do turismo, atende aos anseios não apenas dos operadore3s, e do tradding, mas também de brasileiros e estrangeiros.

Além da obrigatoriedade de teste para a Covid-19 (que pode ser o PCR ou Sorologia IGG/IGM), Maraú adotou outras medidas para a retomada segura do turismo na região, entre elas a medição de temperatura de funcionários, clientes e hóspedes; distanciamento social; redução de capacidade de meios de hospedagem e transporte turístico em 50%; e a distribuição de uma identificação aos turistas com entrada autorizada, que poderá ser solicitada a qualquer momento, pelos agentes da fiscalização ou pelos responsáveis pelo estabelecimento onde esteja o visitante. Maraú criou ainda o selo “Turismo Seguro – Maraú fez bem”, que será dado aos estabelecimentos comerciais e meios de hospedagem que cumprirem os protocolos de segurança determinados pela prefeitura e vigilância sanitária.

Em Cairu, onde está Morro de São Paulo, além de Morro, outras localidades administradas, como as praias da Gamboa, Boipeba e Garapuá, também serão liberadas. Será permitida a flexibilização do transporte marítimo para turistas; a abertura do comércio varejista, mercados, padarias, hortifruti, açougues, farmácias, clínicas, salões de beleza, serviços de estética, academias, obras da construção civil, bares, lanchonetes, restaurantes e meios de hospedagem com restrições; realização de cultos e missas com restrições, além do uso das praias para práticas individuais.

Ficam permitidas:

· Atividades físicas individuais, como corrida e caminhada

· Atividades aquáticas sem contato físico, como surf e natação

· ️Uso obrigatório da máscara durante a permanência na areia

· Taxa de 50% de ocupação, com exceção para pousadas com 08 (oito) ou menos quartos

· Obter o Selo Nacional Turismo Responsável – Limpo e Seguro

· Priorizar check in eletrônico

· Aferir temperatura dos hóspedes e aplicar questionário sobre sintomas respiratórios

· Uso de máscaras para hóspedes e colaboradores

· Utilização da piscina considerando o uso de 10m² da área de lazer por pessoa

· Estão proibidas

· prática de esportes coletivos, como futebol e vôlei

· Levar aparelhos de som

· Promover aglomerações

· Day Use

· Mobiliários como sofás, mesas e cadeiras que não permitam distanciamento

· Permanência de hóspedes em áreas comuns, exceto em casos extremamente necessários

· Formação de quartos triplos ou quádruplos, exceto para parentes de 1° grau

Maraú

Chamada de “Polinésia Brasileira, a Península de Maraú abriga algumas das melhores praias do litoral baiano, como Barra Grande e Taipús de Fora. Além da obrigatoriedade de teste para a Covid-19 (que pode ser o PCR ou Sorologia IGG/IGM), Maraú adotou outras medidas para a retomada segura do turismo na região, entre elas a medição de temperatura de funcionários, clientes e hóspedes; distanciamento social; redução de capacidade de meios de hospedagem e transporte turístico em 50%; e a distribuição de uma identificação aos turistas com entrada autorizada, que poderá ser solicitada a qualquer momento, pelos agentes da fiscalização ou pelos responsáveis pelo estabelecimento onde esteja o visitante. Maraú criou ainda o selo “Turismo Seguro – Maraú fez bem”, que será dado aos estabelecimentos comerciais e meios de hospedagem que cumprirem os protocolos de segurança determinados pela prefeitura e vigilância sanitária.

Itacaré

Uma espécie de Meca para os amantes do ecoturismo e dos esportes martinhos radicais como o Surf, o Conselho Municipal de Turismo, Câmara de Dirigentes Lojistas, Sindicato Patronal de Hotelaria e Alimentação, Câmara de Vereadores e Polícia Militar, além de integrantes do Comitê de Monitoramento contra o Coronavírus, a despeito da continuada situação de pandemia do coronavírus, destacaram a importância do retorno da economia do município, mantendo os postos de empregos e gerando renda para os cidadãos e cidadãs.

A reabertura dos equipamentos turísticos, de forma gradual, só deverá ocorrer nos estabelecimentos que atenderem a todos os protocolos de segurança, para não oferecer riscos à saúde dos moradores, empresários, trabalhadores e turistas. As empresas se comprometeram a atender às medidas de segurança, ao percentual permitido em cada uma das etapas da abertura, bem como o atendimento a todas as normas da vigilância sanitária.

Uma das exigências é que, para reabrir, é preciso ter o Selo Turismo Seguro Itacaré, que visa certificar os estabelecimentos do setor turístico do município de acordo com os cumprimentos de critérios para adequação das suas instalações e procedimentos para atender protocolos sanitários, de segurança e qualidade no atendimento.

Compartilhar: