简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Um olhar diferente para conhecer e curtir Salvador

Um olhar diferente para conhecer e curtir Salvador

Publicado em: 09/08/2019
Por: Adilson Fonsêca


Que é linda e única, não é novidade mundo afora, desde os primórdios da própria história do Brasil. Mas conhecer Salvador, através de outro olhar que não o de suas belezas naturais, é descobrir um pouco mais da História do Brasil. Foi aqui que este país-continente começou, quando em 1549, Tomé de Souza desembarcou na Praia do Porto da Barra, bem na entrada da Baía de Todos os Santos, e que atualmente eleita como uma das melhores do mundo, e ali mesmo fundou a primeira capital brasileira.

Hoje a cidade é uma guardiã de tesouros históricos como o Mercado Modelo, as igrejas seculares em estilo barroco, neoclássico e até mesmo neogótico, e tem no Pelourinho, um conjunto arquitetônico colonial que é tombado pela ONU/UNESCO como Patrimônio da Humanidade. Atrai gente do mundo todo, não só pela cultura, mas também pelo clima e pela hospitalidade do povo que aqui mora. E também pela sua multi diversidade religiosa e cultural e gastronomia.

E é isso que a Prefeitura de Salvador, através da Secretaria de Turismo, resolveu destacar, criando uma espécie de guia sistematizado do que se ver, sentir e viver em Salvador. O Portal de Turismo oficial da cidade traz muito mais que um roteiro para os visitantes. É um mergulho rico em informações sobre o banho de mar, o clima tropical que faz da cidade a capital oficial do verão, um roteiro com os mais de 50 quilômetros de praia, de águas mornas e mar aberto, e um olhar profundo do que há de melhor em bares, restaurantes e a diversidade cultural e religiosa do seu povo.

No portal salvadorbahia.com, é possível entender o porquê se deve tomar um dos melhores banhos de mar do mundo, que é na Praia do Porto da Barra, e porque experimentar o gosto marcante do dendê, com leite de coco e, para alguns, a pimenta, faz da culinária baiana uma das mais originais do mundo, algo que somente na Bahia tem.

Revela, por exemplo, em janeiro, quando o verão explode em toda a cidade e baianos e turistas já anteveem o Carnaval, em fevereiro, e se aquece nas festas populares, como a Lavagem do Bonfim o a de Iemanjá, no boêmio bairro do Rio Vermelho. E descobre a mistura de crenças e religiões, com o profano celebram Senhor do Bonfim com Oxalá, e as religiões de matrizes africanas com o Catolicismo. Tudo misturado com muito verso e prosa, o samba de roda com axé, pagode e arrocha

Mas também oferece opções de tour pela cidade, como a visita aos museus, revisitar a história de Jorge Amado, na sua antiga Casa do Rio Vermelho, e faz o visitante descobrir lugares inesperados, com a Pedra Furada, a Cruz Caída, e o bucólico e histórico bairro do Santo Antonio Além do Carmo. O Convento do Carmo, o pôr-do-sol do Farol da Barra e do Farol de Itapuã. E terminar o dia com num bom sorvete na A Cubana, do alto do Elevador Lacerda com ampla vista para a Baía de Todos os Santos, ou na pacata Praia da Ribeira, na Soverteria que leva o mesmo nome, e uma das mais antigas da cidade.

Mas o melhor de tudo, é que entre as informações onde se descobre os roteiros e história dos melhores restaurantes e bares, e locais de visitação, surge a vontade de ficar mais um pouco para conhecer melhor essa cidade, que é não apenas a capital da Bahia e foi a primeira capital do Brasil, mas porque aqui está um povo que sabe conviver com as diferenças culturais, étnicas, religiosas e gastronômicas, e que sabe dar a toda essa multi diversidade, um toque único que o faz ter um jeito único, o jeito baiano de viver.

Compartilhar: