简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Uma lagoa escura e bela, mas cuidado com ela

Uma lagoa escura e bela, mas cuidado com ela

Publicado em: 29/09/2020
Por: Alex Ferraz


O imortal Caymmi, décadas atrás, a imortalizou em poesia e cantou “no Abaeté tem uma lago escura/arrodeada de areia branca”. Era uma forma de descrever um dos cartões postais mais admirados da bela Salvador. Uma lagoa cercada de mistérios e de uma fina areia branca, que famílias inteiras nela se espalhavam para um banho de sol e um mergulho na misteriosa lagoa.

Hoje o local mudou um pouco, mas conserva muito da beleza natural de antes. Algumas dunas foram degradadas pelo homem, a violência se espalhou em seu entorno, mas durante o dia ainda é um ponto interessante da cidade para ser visitado.

Lá está hoje também a Casa da Música, espaço cultural administrado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, onde são realizadas apresentações musicais, a maioria delas ligada ao repertório cultural da Bahia, além de exposições e outros eventos.

Este, aliás, é hoje um dos principais atrativos do Parque Metropolitano Lagoas e Dunas do Abaeté, em Itapuã. Há restaurantes, quiosques, uma razoável estrutura de segurança, mas não se deixe seduzir demais pela beleza do lugar.

O perigo está exatamente nas águas escuras. Para evitar acidentes e afogamentos, existe até uma demarcação de segurança, informando aos eventuais banhistas que não passem daquele ponto, pois muitos mistérios e segredos, ainda envolvem as águas da lagoa, que podem ser traiçoeiras.

Perigos previsíveis à parte, o local, além de representar uma parte da história da Bahia, é muito agradável, e muitos turistas se contentam apenas em contemplá-la, muitas vezes sem botar o pé na água.

Muito tempo atrás, conforme registrou magistralmente em fotos o grande Pierre Verger, numa era pré-máquinas de lavar, mulheres lavavam roupa ali e de lá saiam com trouxas na cabeça, mas a prática acabou sendo proibida para evitar a poluição.

Nos últimos 5 séculos, a Lagoa do Abaeté já enfrentou altos e baixos. Atualmente, está em curso uma considerável melhoria da segurança e do atendimento nos bares e restaurantes, embora sejam todos bem modestos.

Mas relaxe, o Abaeté é só uma parada. No seu entorno está a praia de Itapuã, com suas águas mansas, o vai e vem das ondas e os pescadores, ainda hoje, tirando artesanalmente seu sustento do mar.

Ali é possível encontrar de tudo, do famoso acarajé da Cira, o mais famoso da Bahia, a alguns dos mais elegantes e sofisticados restaurantes da cidade. Um passeio completo, com direito a navegar no tem sob a brisa do mar, embalado pela poesia de Caymmi ou do poetinha Vinicius de Moraes.

Podem ir sem medo. Vai ser realmente muito gostoso passar uma tarde em Itapuã.

Compartilhar: