简体中文NederlandsEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語PortuguêsEspañol
Home > Destinos Incríveis > Descubra os encantos do Litoral Norte. Risco é você querer ficar para morar lá

Descubra os encantos do Litoral Norte. Risco é você querer ficar para morar lá

Publicado em: 09/05/2020
Por: Adilkson Fonsêca


A quarentena está nos fazendo aumentar a saudade de alguns lugares queridos ou que sonhamos conhecer. E o Litoral norte da Bahia é um deles. Mas calma, tudo vai passar.

Primeiro você vai conhecer e depois avaliar, fazer a escolha sobre quais das localidades pretende passar o dia com a famílias e amigos. São tantas as opções que a escolha vai ser difícil. Mas o melhor de tudo é que existem as opções de ficar um ou dois dias ou simplesmente ir pela manhã vem cedo e retornar ao final da tarde para Salvador.


Isso é o Litoral Norte da Bahia, um dos destinos turísticos mais procurados para quem visita a Bahia. São dezenas de praias paradisíacas, como a descolada Arembepe ou a glamorosa Guarajuba, vilas como a internacional Praia do Forte e a cada vez mais charmosa Imbassai, ou resorts de categoria cinco estrela, em Praia do Forte ou Porto Sauípe, onde estão alguns dos empreendimentos hoteleiros de marca internacional.


Se está em Salvador ou planeja visitar a capital baiana, aproveite a sua estadia para conhecer os 271 quilômetros do Litoral Norte, entre o Aeroporto Internacional até a divisa com o estado de Sergipe. Pela Estrada do Coco e o seu prolongamento Linha verde, você vai conhecer o porquê Mick Jagger se encantou com Arembepe, na década de 70, e o navegar Almir Klink foi parar na exuberante Itacimirim. E o porquê de grandes grupos hoteleiros e imobiliários escolheram lugares como Baixios e Porto Sauípe. E de quebra, a paradisíaca Mangue Seco, cenário de Tieta do Agreste fica ao lado.
Tudo a ver – Mar calmo, ou de ondas para a prática do surf, vilas, rios, lagoas, costas de coqueiros, reservas ecológicas da mata nativa, como a de Sapiranga, ou berçário das tartarugas marinhas, em Praia do Forte, e de pontos turísticos de tirar o fôlego. Tudo a poucas horas de viagem saindo de Salvador em um cenário ao longo da Estrada do Coco e da Linha Verde.


Na Estrada do Coco, a partir da divisa entre Salvador e Lauro de Freitas, onde começa, você vai as praias de Jaúa, Arembepe, Jacuípe, Guarajuba, Barra do Pojuca e Itacimirim. Já na Linha Verde, que começa a partir da ponte sobre o Rio Pojuca, a primeira parada é a reserva ecológica de Sapiranga, para os amantes da natureza e do ecoturismo, em meio ao verdejante da Mata Atlântica. Mas logo adiante está a famosa Praia do Forte, seguida das praias Imbassaí, Sauípe, Massarandupió, única praia de nudismo na Bahia, Subaúma, Baixios, Conde e Mangue Seco, que faz divisa com o Estado de Sergipe.
Em Praia do Forte, além do histórico Castelo de Garcia D´Ávila, o Projeto Tamar é um capítulo à parte. Ali está um dos maiores berçários de tartaruga marinha do Brasil. O projeto é mais do que um simples ponto turístico, é conhecido por preservar a vida de milhares de tartarugas marinhas. A praia do Forte é a base do projeto na região nordeste e ali o visitante pode fazer visitas guiadas para conhecer as diversas espécies, alimentar e visitar os ninhos.
Ainda na esteira ecológica, Praia do Forte também sedia a sede do Instituto Baleia Jubarte, já que o litoral baiano, de Praia do Forte, no norte, passando por Morro de São Paulo até Caravelas, no Litoral Sul, é berçário das baleias Jubarte que migram para as águas quentes do Oceano Atlântico entre os meses de julho a novembro para fazer o acasalamento.


E o passeio pode ser encerrado em Mangue Seco, já na divisa com Sergipe, que é uma região de praia e rio em que a mistura de água salgada e doce atrai turistas para diversas práticas. Alguns vão em busca das boas ondas para surfar, outros querem boiar com facilidade pelo Rio Real de águas salgadas, outros ainda vão em busca da pesca no Rio Fundo. Em Mangue Seco, o Oceano Atlântico se encontra com os rios Real, Guararema, Priapu Piauí, Fundo e Saguí
Depois disso, com certeza, qualquer que seja a escolha, o cenário é convidativo a esticar mais um pouco sua estadia na Bahia.

 

Compartilhar: